Imagens Exclusivas: Guarda Municipal de Sento Sé é acusado de agredir empresário em seu local de trabalho

Justiça! É o que querem o casal de proprietários do Mercado Todo dia. “Não fomos os primeiros a serem agredidos pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Sento Sé e nem seremos os últimos, enquanto não houver justiça por parte da gestão municipal”, relatou Rafaela. 
Na noite desta terça-feira (23), por volta das 19h, uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM), recebeu denúncias que o Mercado Todo dia, localizado no centro comercial de Sento Sé, estava com som de propaganda comercial muito alto, incomodando as pessoas daquela área. Atendendo a ocorrência, os mesmo foram até o local e de dentro da viatura solicitaram que os proprietários desligassem a propaganda. Os mesmos se recusaram informando que estavam trabalhando em horário comercial, com som no volume ideal e que possuíam o direito de utilizar o veículo de propaganda. 
A redação do portal entrou em contato com Rafaela Nascimento, proprietária do estabelecimento e a mesma informou que os guardas não tinham esse direito de chegar com ignorância no seu estabelecimento. “Eles exigiram que desligassem nossa propaganda, quando perguntei a eles se tinham medidor de decibéis, para provar se estávamos incorretos, um dos guardas que foi o agressor de meu marido, saiu do carro sacando a arma para intimidar a gente diante da sociedade, clientes e funcionários, nos desmoralizando no nosso próprio local de trabalho”, disse ela. Toda ação foi filmada pelas câmeras de segurança do local do estabelecimento. 
Ela relata ainda que seu esposo, Cleibo alegou ao guarda o porquê dele sacar a arma e onde o estabelecimento teria errado para serem desmoralizados dessa forma. “Um dos guarda respondeu a Cleibo com um soco nos peitos, deixando assim o constrangimento bem maior, exposto as redes sociais e a sociedade, nos deixando envergonhados e desmoralizados”, informou Rafaela bastante revoltada com as agressões sofridas.
          
Nos intimidaram querendo prender Cleibo, foi a hora que me revoltei e peguei o microfone e disse as verdades a eles. Prestamos ocorreria sobre esse absurdo que sofremos, vou até o final, quero justiça”. Com exclusividade, o Sento Sé Notícias conseguiu imagens da Câmera de Segurança do Mercadinho Todo dia e mostra todo o momento das agressões e a declaração prestada na corporação da Guarda. 
Um áudio que circula pelo WhatsApp por um dos guardas que não estavam no momento do ocorrido, diz que o proprietário estava embriagado, que por isso aconteceu a confusão, mas Rafaela e seu esposo contestam. “Nós estamos trabalhando o dia todo, para defender o nosso pão, nem refrigerante bebemos, pra isso temos câmera para provar nosso roteiro diário. Eles não tiveram nem a educação de entrar no estabelecimento para conversar, do meio da rua fizeram toda a confusão”, disse 
          
O Sento Sé Notícias procurou a Assessoria de Imprensa (Ascom), responsável pela Guarda, mas até o fechamento desta matéria não tivemos retorno.
FONTE: sentosenoticias

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.