ENGIE inicia montagem dos aerogeradores do Conjunto Eólico Campo Largo 2



Na ultima segunda-feira (20), a ENGIE iniciou a montagem dos primeiros segmentos das torres metálicas dos aerogeradores nas obras do Conjunto Eólico Campo Largo – Fase 2. Essa etapa marca o início de uma nova fase do empreendimento, em que as torres de aço são encaixadas nas fundações de concreto.

Segundo o Gerente de Projetos da ENGIE, Giuliano Pasquali, a montagem eletromecânica é uma etapa significativa da obra, que complementa os trabalhos civis. “É uma fase desafiadora do projeto, assim como a logística para o transporte desses equipamentos de grande porte. Apesar disso, temos ciência dos desafios a serem superados, em especial neste período de pandemia, e estamos diariamente exercitando formas de mitigar os riscos e incertezas a fim de garantir que todo trabalho seja realizado com segurança, da melhor forma possível para todos”, destacou Pasquali, enfatizando que a obra está com apenas 25% de seus trabalhadores e chegará a 50% do pico do efetivo em até 60 dias, em cumprimento às medidas sanitárias de combate à pandemia da Covid-19 determinadas pelo município de Umburanas.

A previsão é de que a montagem das primeiras torres seja concluída até o final de agosto. Em outubro, está previsto o início do comissionamento dos primeiros aerogeradores,fase em que os equipamentos serão testados. As primeiras unidades geradoras devem estar operando comercialmente no segundo semestre de 2020, com as últimas unidades concluídas no primeiro semestre de 2021.

A segunda fase de implantação agregará 361,2 MW à capacidade instalada do Conjunto Eólico Campo Largo, que totalizará 687,9 MW, fazendo, assim, com que a ENGIE ultrapasse 1000 MW de capacidade instalada apenas nos municípios de Sento Sé e Umburanas, na Bahia. O modelo do aerogerador, escolhido pela ENGIE têm potência de 4,2 MW e 195 metros de altura, considerando torres e pás, e são os maiores já adquiridos pela Companhia.


ASCOM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.