Globo pressiona STF a manter Lula sem direitos políticos

 


Ainda que Jair Bolsonaro diga ter vontade de “encher a cara de porrada” de um jornalista do Globo, ao ser questionado sobre os depósitos de Fabrício Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro, o jornal O Globo, da família Marinho, mantém-se na mesma posição de força antagônica à restauração democrática no Brasil.

Em editorial publicado nesta sexta-feira, intitulado, Segunda Turma do STF desfalcada prenuncia retrocesso na Lava-Jato, O Globo pressiona o Supremo Tribunal Federal a não julgar a suspeição do ex-ministro Sergio Moro, o que manteria o ex-presidente Lula sem os seus direitos políticos.

“O processo de Lula contra Moro, na Segunda Turma, já recebeu votos de Cármen e Fachin, contra o pedido para anular a condenação no caso do tríplex do Guarujá. Gilmar pediu vista. Responsável pela pauta, cabe a ele decidir se recoloca o processo em julgamento sem Celso, o que provavelmente garantiria o resultado pró-Lula. Ou se espera a substituição do ministro. Não se deve esquecer o sólido conjunto de provas contra o ex-presidente”, escreve o editorialista.

“Embora não seja mais possível nesse processo, o ideal seria que casos críticos fossem levados ao plenário, para haver um debate mais robusto. O que está em jogo no STF vai além do futuro de Lula e do xadrez eleitoral. Será julgada a capacidade do Estado e da sociedade de enfrentar com a necessária energia a corrupção em suas diversas formas e estágios”, aponta ainda o texto.

FONTE: acaopopular

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.