Políticos baianos estão com Bolsonaro. E você, com quem samba?

 


a nossa Bahia quase 80% do eleitorado é contra as medidas de Bolsonaro e dos seus aliados no executivo. Contudo, só no Congresso, 23 deputados baianos (sendo, portanto, maioria dos 39 que temos) continuam apoiando o presidente da república, que sempre ataca a democracia, a ciência e tira direitos das pessoas que mais precisam do aparato do Estado (pretos, mulheres, trabalhadores, a comunidade LGBTQI+ e os mais pobres).

Entre os partidos da Bahia com representantes no Congresso, apenas 3 têm todos os deputados em oposição a Bolsonaro (PT, PSB e PCdoB). Mas vale ressaltar que, entre os três, o liderado por Wagner se uniu ao grupo de Bolsonaro na Bahia para apoiar a eleição do bolsonarista do DEM, Rodrigo Pacheco, no Senado. Quanto ao candidato que irá concorrer com Wagner ao governo do Estado, ACM Neto (se não recuar por causa da volta de um dos principais nomes da esquerda no Brasil ao jogo, Lula) poderia ser o primeiro líder próximo à gestão bolsonarista a governar um estado Nordestino. ACM Neto é o principal nome da direita no Brasil, que assevera oposição a Bolsonaro, mas, nos assuntos mais importantes para a nação, está sempre ao lado do presidente da República. O ex-prefeito é contra o pedido de impeachment, articulou, no DEM, as eleições dos bolsonaristas Arthur Lira e Rodrigo Pacheco para o Congresso; o partido que preside a nível nacional é o que mais defende as pautas de bolsonaro no Congresso, a exemplo do apoio a retirada de dinheiro da educação e da saúde para o fundo partidário no valor de 6 bilhões, entre outros absurdos.

Já os nossos parlamentares, dos 39 deputados federais, 23 estão na base bolsonarista e sempre apoiando o presidente, sendo de vários partidos (DEM, Republicanos, PSD, PP, PL, entre outros), mostrando que os interesses e o posicionamento do povo baiano não é levado em consideração. É inadmissível, em um Estado com quase 80% da população contra as medidas do presidente da República, a maioria dos parlamentares baianos continuem apoiando Jair. De dois, um: ou eles sabem que a população não tem interesse em saber quem são os aliados do presidente; ou ainda vivemos em um grande curral eleitoral em que os deputado federais gastam milhões no ano eleitoral para comprar votos e garantir a reeleição independente de que projeto político defendam.

Nosso povo precisa se conscientizar e mostrar que bolsonarista na Bahia não se cria e renovar a Congresso, com pessoas que estão sempre lutando pelos interesses da população, aqueles que sempre estiveram lutando pela nossa educação pública gratuita e de qualidade, por um sistema de saúde sempre público e de qualidade; em defesa dos trabalhadores, dos negros, mulheres, lgbt e pobres; do combate às desigualdades, da taxação de grandes fortunas para diminuir a triste desigualdades social entre pobres e ricos. 2022 é o ano em que se é possível mudar e, para isso, é necessário elegermos pessoas de bem, que querem fazer a boa política em defesa do nosso povo.

 

Diego Aragão é Presidente da Associação Doutor Cosme, Bacharel em Humanidade -UFBA e Graduando em Direito- UFBA

FONTE: Bnews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.